Mediunidade

Início » Mediunidade

Muita gente pretende saber a como desenvolver a mediunidade, seja na Umbanda ou não.

Foi por esse motivo que decidimos escrever este artigo.

Para esclarecer todas as dúvidas existentes em relação a este tema mesmo muito interessante.

Existem vários sintomas que uma médium sensitiva consegue verificar, mas se não souber quais são eles nunca chegará à conclusão que precisa.

Sendo assim, decidimos também incluir diversos dos sintomas e sinais de mediunidade.

Basicamente temos o artigo mais completo em relação a esse assunto. Aproveite e continue lendo logo abaixo!

O que é a mediunidade?

Relaxamento espiritual

Mediunidade é a faculdade ou dom de intermediar a comunicação com os espíritos.

Segundo Allan Kardec, todos nós somos médiuns, em maior ou menor grau de afinidade, mas todos somos.

Todo espirito desencarnado que precisa se comunicar com alguém ainda encarnado, usa do seu dom (do encarnado), para se comunicar.

O encarnado então torna-se o canal para a comunicação, que pode ser de várias formas que veremos ainda neste artigo.

Ela vem sendo estudada pela ciência há muito tempo, pois só desta forma, poderia se provar que existe vida além da morte para aqueles que não acreditam.

Ela é, portanto, um canal para a comunicação entre o mundo espiritual e o mundo terrestre.

É algo incrível mesmo!

Muitas pessoas podem possuir esse dom ou até mesmo desenvolver ele, mas é necessário saber como fazê-lo.

Mas não se preocupe… Vamos ensinar logo de seguida!

Como desenvolver a mediunidade na Umbanda

Desenvolvendo para ser médium

Na Umbanda a mediunidade pode ser observada por meio da incorporação…

Mas existem outros tipos, clarividência, a sensitiva, a audiente, de transporte, enfim, existem algumas.

Mas no geral inicia-se pela incorporação.

Antes de um médium começar as suas aulas de desenvolvimento é preciso saber se ele é médium de incorporação é só saberemos na pratica.

Ou seja, durantes os trabalhos ou giras de Umbanda, se ele for médium de incorporação, começará a sentir algumas fortes vibrações durante os trabalhos!

Ele pode até sentir muita dor de cabeça. No geral a entidade que o está atendendo o avisa sobre a necessidade de se desenvolver.

Algumas pessoas, já sentem estas vibrações quando estão na assistência.

Quando isso acontece, elas são convidadas a participar dos trabalhos como cambone (pessoas que auxiliam os guias incorporados).

Com o passar do tempo o próprio guia “puxa” uma de suas entidades, que vai depender da gira que estiver acontecendo.

E a partir daí esta pessoa é convidada a fazer parte do corpo mediúnico da casa.

Ela passa a frequentar as aulas de desenvolvimento, que envolve o lado teórico e prático.

A parte teórica é importante…

A parte teórica é muito importante para se desmistificar a Umbanda.

É importante para se entender o que estamos de fato fazendo, a quem servimos e de que forma servimos.

Conhecer os tronos de atuação, como por exemplo o trono da Fé que é de Pai Oxalá, o do conhecimento que é de Pai Oxóssi e principalmente entender que Exu não é o diabo e que não pratica o mal.

Na parte pratica, os guias vão sendo puxados um por vez…

Isso para que a sintonia entre ambos se estabeleça, até que o médium possa participar dos trabalhos dando consultas ou passes.

Quais são os sintomas de mediunidade?

Existem vários sintomas que podem aparecer às pessoas que possuem este dom.

São coisas básicas que por vezes até ignoramos ou que acabamos ligando a outro problema qualquer.

Mas, na verdade, são sinais de mediunidade que deve levar muito a sério.

Existem alguns simples de identificar que eu sinto e que posso revelar para você.

Alguns sinais de mediunidade…

Vou mencionar para já 4 dos sintomas mais comuns que eu própria sinto muitas vezes.

Confira e verifique se aparecem também em você!

  1. Geralmente quem é médium, não gosta de ficar em lugares com muita gente.
  2. Sente-se mal, isto porque eles sentem a vibração e energia do lugar, mas isto não é uma regra e muito menos uma exceção.
  3. Existem alguns que não conseguem sair para fazer compras sem que voltem para casa com uma enorme dor de cabeça (este é o meu caso), e durante as compras sentem uma vontade enorme de sair dali, parece que o ar falta.
  4. Mas outras pessoas, são sonambulas, o que é também um grau de que tem o dom.

Os sintomas físicos são muito relativos, vai variar de pessoa para pessoa assim como o tipo de mediunidade.

  • Se a mediunidade é de clarividência, ela pode começar a ver pequenos vultos, e se assustar até que esteja acostumada a ver espíritos e aí deixa de ser ruim.
  • Outros podem ter o dom da audição / audientes, e ouvir gemidos ou sussurros durante o dia e atribuir isto a qualquer coisa, menos a mediunidade.

Algumas sentem um aperto no coração em alguns momentos do dia.

Mas não sabem explicar o porquê daquilo, e pode ser apenas a aproximação de um espirito sofrido, e ela por ser médium capta com facilidade a dor, são os médiuns sensitivos.

A mediunidade de incorporação, está só acontece em lugar que chamamos santo ou sagrado.

Ou seja, só deverá acontecer em terreiros ou casas de Umbanda.

Por isto o desenvolvimento é necessário, para que o médium saiba que não pode incorporar em qualquer lugar.

Os guias já sabem disto e respeitam, o médium é que precisa aprender que incorporação só em trabalhos espirituais e em casas com fundamentos e firmezas…

Caso contrário o médium pode pegar um zombeteiro e este se passar por um dos seus guias.

Existem vários tipos de mediunidade?

Existem mesmo vários tipos que a gente pode observar.

Vou falar de pelo menos 5 deles que são os mais comuns e mais conhecidos.

Sendo assim, é provável que você tenha um da lista. Leia todos eles e verifique se apresenta alguns dos sinais ou sintomas.

Isto é quase como um teste que pode fazer.

Clarividência

Existe quando você consegue ver os espíritos e ainda consegue saber sobre o futuro.

Tem alguns médiuns que conseguem ver, mas não conseguem ver o futuro.

Os clarividentes além de poder ver ainda conseguem saber um pouco do futuro, aliás o que a espiritualidade permitir.

Audição ou audientes

Existe quando o médium consegue ouvir vozes falando com ele, passando orientações e aconselhamentos.

Caso este médium não esteja bem preparado e consciente da sua mediunidade, ele pode achar que está ficando louco por ouvir o que ninguém mais ouve.

Sensibilidade ou sensitivo

Aparece quando o médium não vê e nem ouve, mas sente.

Ele consegue sentir a energia do ambiente, as vibrações do lugar e das pessoas.

Consegue ainda sentir a dor das pessoas, sem que elas tenham mencionado tal dor ou desconforto.

Psicografia

Acontece quando o médium ouve ou intui o que um espirito está falando e escreve o que foi dito.

O impressionante aqui neste tipo de mediunidade, é que a letra é do espirito que quer se comunicar e não do médium.

Incorporação

Pode ser observada quando o médium empresta seu corpo, sua voz e seus sentidos para uma entidade se manifestar por meio dele.

Não existe a possibilidade de dois espíritos habitarem o mesmo corpo, assim como não existe a possibilidade de afastar o espirito do médium para que o outro espirito possa se comunicar.

O que existe é a aproximação do espirito que se utiliza do corpo do médium, com sua permissão é claro, para dar seus passes, consultas, trabalhos e curas.

Mediunidade infantil

Decidi incluir mais um tópico neste artigo para falar um pouco sobre as crianças.

Muitas pessoas pensam que elas não são afetadas pelos sintomas de ser um médium, mas a verdade é que são.

Isso ocorre com menos frequência, mas a verdade é que pode aparecer.

Normalmente deve ter em atenção aos seus filhos caso algum dos sintomas comece aparecendo.

Isso só deve acontecer se houverem familiares já com esse dom, caso contrário será muito difícil.

Portanto, se algum dos familiares da criança for médium é provável que ela também o venha a ser.

Os sintomas e sinais não se costumam apresentar muito cedo, mas vai variar de pessoa para pessoa.

Apenas para concluir…

O tipo de mediunidade, vai depender do que o médium veio fazer nesta vida…

Qual a missão que ele tem para cumprir, e assim que ele estiver ciente disto, a espiritualidade colocará a disposição o que ele precisa.

Vale lembrar que não existe nenhuma obrigação imposta pela espiritualidade, o médium pode se recusar a trabalhar com o seu dom, por um tempo ou por toda a sua encarnação.

Todos temos livre arbítrio.

Read More

One Reply to “Mediunidade”

  • Avatar
    Cícero Benedito de Souza says:

    Ola, boa noite!
    Gostei muito do site..
    Estao de parabens..
    Eu quero desenvolver minha mediunidade, pois ja sei que sou medium..
    Mas aqui por perto nao tem nenhum centro umbandista no qual eu possa ir..
    Venho de uma linhagem de mediuns..
    Fui aconselhado a desenvolver sozinho, por uma medium, onde meu sobrinho frequenta, la no interior de sao paulo!
    Mas, é um pouco complicado, rsrs
    Voces me dao algum conselho, ajuda, sobre isso?
    Eu quero desenvolver, isso dou toda certeza!

    Aguardo respostas, se possivel!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *