Ervas de Xangô

Início » Ervas de Xangô

Hoje vamos dar a conhecer todas as ervas de Xangô, assim como os seus benefícios e diferentes utilizações no mundo da Umbanda.

Essas poderosas ervas podem ser usadas para melhorar a nossa vida. Portanto, vamos mostrar a como as usar em banhos e até mesmo em defumações sagradas.

Para além disso, vai poder aprender a separar elas e a escolher a melhor dependendo daquilo que pretende obter no seu pedido. Então, sem mais demoras, confira tudo o que precisa saber sobre elas!

Quais são as ervas de Pai Xangô?

Pai Xangô atua na justiça, no equilíbrio, seu campo de atuação é a razão.

Se pensarmos assim, então suas ervas e seus banhos, ou Amacis terão sempre o propósito de igualar, ajustar, cobrar, equilibrar, corrigir, nivelar, entre outros propósitos ligados a justiça e ao que é certo.

Já aprendemos em outro artigo Ervas de Mamãe Oxum, que todo Orixá tem os três tipos de ervas:

  • Quentes;
  • Mornas;
  • Frias.

E ainda que podem recorrer as ervas de outros Orixás caso seja preciso.

Preferencialmente usam as suas ervas, mas se o caso envolver maiores complicações, Eles recorrem as ervas dos outros Orixás, com o único propósito de ajudar a quem precisa.

Ervas de Xangô:

  • Cambará
  • Romã
  • Umbaúba
  • São João (ageratum)
  • Arruda
  • Alfavaca
  • Manjericão Roxo
  • Capim Cidreira
  • Vence Demanda
  • Urucum
  • Comigo ninguém pode
  • Laranjeira
  • Manjerona
  • Angico (casca)

Para que servem estas ervas?

Romã

No geral para banhos. As únicas aqui que podem ser usadas para defumação é arruda e São João, das ervas que listei acima, mas teremos outras que podem ser usadas.

Lembrando que a arruda é uma erva quente, então se for tomar banho de arruda será do pescoço para baixo, está erva não pode ter contato com a coroa.

  • Ervas quentes de Pai Xangô das citadas acima: urucum, vence demanda, comigo ninguém pode, angico, mas temos ainda a garra do diabo, aroeira, entre outras.
  • Ervas mornas: Cambará, romã, umbaúba, alfavaca, manjericão roxo, que podem ser usadas na cabeça.
  • E ervas frias: laranjeira, manjerona, capim cidreira, entre outras que podem ser usadas todos os dias.

Lembrando sempre que as quentes têm em si os verbos de destruir, derreter, quebrar, as mornas, harmonizar, atrair, equilibrar, usamos geralmente depois de uma sessão de banho com ervas quentes.

As frias têm seu uso diário, que pode ser especifico para algo, no corpo ou no espirito.

Ervas de Pai Xangô para banho

Ervas de Pai Xangô para banho

Todas citadas neste artigo, levando apenas em conta as que podem ou não lavar a cabeça, as quentes nunca podem tocar a coroa.

Para que não haja nenhum tipo de erro, o ideal é seguir as orientações da entidade que está lhe atendendo.

Os banhos com estas ervas têm as finalidades de descarregar o consulente, limpar sua energia das energias negativas e afirmar ou fixar as boas.

Banho de defesa para que nenhum mal nos atinja, para nossa proteção.

Lembrando apenas que para os banhos as ervas devem ser em número ímpar.

Ervas de Xangô para defumação

Ervas para defumação pode ser o que a casa precisar naquele dia, mas usamos para Pai Xangô arruda, folhas de café, levante, erva de São João, alfavaca roxa, manjerona entre outras.

A defumação é algo muito particular do Pai da Casa, na minha opinião deveríamos defumar de acordo com o trabalho que será realizado, Pai Xangô defumação de Pai Xangô, Mãe Iemanjá defumação para Mãe Iemanjá, e assim com todos os outros Orixás ou entidades.

Mas não é assim que funciona! No geral, é feita uma defumação com sete ervas quentes, que pode ser uma de cada Orixá e abre-se os trabalhos.

Não me lembro de ter ido em um trabalho que a defumação fosse feita para entidade ou Orixá em questão, sempre com as sete ervas.

Algumas casas, jogam Alfazema no ar e nos médiuns, outras pó de pemba, enfim, cada uma de um jeito, mas todas com seus fundamentos.

Como usar estas ervas corretamente?

Não podemos nunca esquecer que as ervas são organismos vivos, que em contato com outros organismos vivos, tendem a compartilhar as energias contidas em si.

Por conta desta troca de energia, precisamos ter o cuidado de usar as ervas corretas para os fins desejados. Aprendemos em outros artigos e falei neste também, sobre as qualidades de cada erva, quente, morna ou fria.

Como devem ser usadas, abaixo do pescoço ou corpo inteiro, a quantidade ímpar de ervas. Nunca ferva a erva com a água, coloque a erva quando a água já estiver em ebulição.

Mas quem com toda certeza ira aconselhar melhor e orientar o banho, será a entidade que está lhe atendendo.

Quantos dias devo tomar este banho?

Depois de um banho de ervas quentes, preciso tomar outro de ervas mornas?

O banho será de efusão, amassado ou vou deixar o banho pernoitar?

Todas estas perguntas serão respondidas pela entidade, sem que você precise perguntar.

A forma correta de usar as ervas e da forma como a entidade passou ou ensinou.

Apenas para concluir…

As ervas têm muito poder, não podemos sair por aí tomando qualquer tipo de banho de ervas, isto pode lhe fazer mal e não bem.

Tomei uma vez um banho errado, de Orixá errado e passei muito mal, senti muita tristeza, vontade de chorar e medo. Precisei tomar um banho da minha Mãe de cabeça para poder melhorar.

Então antes de sair por aí misturando ervas, achando que se bem não fizer, mal também não fará, pense.

Lembre-se que as ervas possuem energias vivas, e a mistura das energias das ervas em contato com a sua energia, provocará um resultado, bom ou ruim, depende de como foi feito.

Porque não podemos colocar a erva para ferver junto com a água?

Porque matamos as energias das ervas escolhidas, por isto só colocamos depois que a água ferveu e o fogo estiver desligado.

Sou umbandista, e tenho muito respeito por tudo que existe na Umbanda, e o banho de erva, o Amaci, o banho de fixação, são coisas muito importantes e que devem ser feitos com muito respeito e fé.

Os banhos de descarrego ou de limpeza, devem ser feitos de acordo com a orientação da entidade, da forma como Ela pediu para ser feito, nos dias e às vezes horários certos.

A força das ervas é tamanha, que no primeiro banho já nos sentimos melhor, o que faz com que o consulente deixe de tomar os outros dias, e ai não adianta voltar quando estiver mal, aquele banho agora talvez não seja mais tão eficiente.

Provavelmente a entidade vai passar outro tipo de banho.

Se quer ter resultado, faça da forma como foi orientado.

Salve a Umbanda e as ervas do Pai Xangô!

Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Experimente todos os nossos oráculos online grátis.

 Jogo de Búzios

 Tarot dos Orixás

 Runas do Amor

 Tarot: Bola de Cristal